fbpx
Deputado Estadual . Minas Gerais
(31) 2108.7475

Idosos se dizem lesados por empresa e buscam ajuda

Um golpe em idosos, com a promessa de terem suas aposentadorias revisadas, com ganhos bem superiores ao que recebem, seu Francisco Assis Oliveira e seu Geraldo Fernandes Pires pagaram à Associação Brasileira de Apoio aos Aposentados, Pensionistas e Servidores Públicos (ABSP), até R$ 4 mil. A gravidade das denúncias, pelos próprios aposentados, em audiência pública da Comissão de Defesa do Consumidor e do Contribuinte, o deputado João Leite (PSDB), foi autor do requerimento para a realização da reunião, a solicitar a intervenção da Polícia Civil e a pedir o apoio do Ministério Público, da Defensoria Pública e da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-MG). 

A perda de seu Antônio José dos Santos foi um pouco maior: R$ 6 mil foram descontados de seu cartão de crédito. Em troca, até agora, nenhum dos três recebeu nada. Desconfiados de que podem ser vítimas de um golpe, eles procuraram a Assembleia Legislativa de Minas Gerais e o Procon Assembleia, em busca de ajuda.

João Leite disse ainda que, se necessário, a própria comissão poderá agendar uma visita à associação para averiguar as denúncias no local. Segundo os depoimentos, a abordagem aos aposentados é feita por meio de carta em que são informados de que os valores de suas aposentadorias estariam defasados e que a associação dispõe de meios para ajudá-los desde que assinem um contrato de adesão, dentro de um prazo estipulado.

Desde 2012 o Procon vem atendendo a vários casos semelhantes, segundo informa o gerente do órgão, Gilberto Dias de Souza. Na última semana, porém, as reclamações teriam aumentado muito, envolvendo valores de até R$ 10 mil. A informação é reforçada por seu Geraldo Fernandes Pires. Ele informou que uma das cartas recebidas é assinada pelo Centro Regional do Aposentado e Pensionista, embora o endereço mencionado seja o mesmo da ABSP, na Avenida Paraná, Centro da Capital.

A “entidade” prometeu que entre 30 e 60 dias ele receberia todos os direitos corrigidos, mas que era necessário pagar primeiro os R$ 6 mil, por se tratarem de três processos e o juiz cobraria R$ 2 mil para cada um. “Foi um dano emocional e financeiro muito grande”, queixou-se seu Geraldo Fernandes Pires.

No comments
Leave Your Comment