fbpx
Deputado Estadual . Minas Gerais
(31) 2108.7475

Iniciado planejamento ferroviário de Minas

O Plano Estratégico Ferroviário (PEF) de Minas Gerais já está em elaboração. A Fundação Dom Cabral (FDC), contratada pela Associação Nacional dos Transportadores Ferroviários (ANTF) para fazer o estudo, apresentou na reunião da Comissão Extraordinária Pró-Ferrovias, de 23/10, a metodologia que será adotada. O levantamento deve durar 14 meses, com entregas parciais que serão validadas a cada etapa.

De acordo com o secretário de Estado de Infraestrutura, Marco Aurélio de Barcelos, a quem caberá a supervisão dos estudos: “essa é a hora definitiva de Minas ser ouvida”. Ele destacou que o Estado não tem portos e, por isso, precisa das ferrovias para escoar e receber produtos, garantindo a internacionalização dos negócios e com valores.

Levantamentos preliminares relativos ao PEF revelam que Minas perde o transporte da chamada carga geral (manufaturados industrializados), que têm maior valor agregado e menor peso bruto e também grãos agrícolas deixam de ser transportados.

Especialistas que participaram da audiência sugeriram a adoção de alguns critérios aos estudos, sobretudo quanto ao transporte de passageiros e aos valores agregados de produtos transportados. “Na renovação das concessões temos que ter metas para passageiros. Não pode ser o quartinho dos fundos dos contratos”, reforçou Antônio de Faria, conselheiro da ONG Trem.

O presidente da comissão, deputado João Leite, tratou o momento como histórico, também pelo fato de o governo de Minas dispor de uma estrutura específica na Seinfra dedicada às ferrovias. O deputado lembrou que ao tirar das rodovias as cargas mais pesadas, “vamos ter um transporte rodoviário mais rápido, mais barato e mais seguro”

"

No comments
Leave Your Comment